Música Cinema Teatro Literatura Moda Roteiros

Que o BTS é alvo da indústria musical já não é nem novidade. Afinal, o sucesso conquistado com muito esforço e dedicação por Kim Namjoon, Park Jimin, Kim Taehyung, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Min Yoongi e Kim Seokjin ainda é motivo constante para qualquer mísero questionamento que gere a dúvida de seu grandioso sucesso.

No entanto, inesperado foi ler e ver a Billboard perdendo sua credibilidade a ponto de divulgar uma matéria tão tendenciosa, problemática e xenofóbica. Como a própria “dona” dos charts, ela questiona de maneira perversa sobre a manipulação das contagens. Citando ainda uma “fraude de stream” relacionada diretamente ao esforço de seus fãs para mantê-los em primeiro lugar. Logo, intragável para os fãs foi o que essa entrevista se tornou, mas longe de ser apenas no cenário musical e sim de maneira geral.

Com olhar econômico, trouxeram a Coreia do Sul como uma ameaça aos Estados Unidos de forma política e cultural. Deste modo, retrata a hipocrisia em distorcer a influência de grupo de k-pop a ponto de ser entendida como um plano maior, o que está longe de ser.

Além disso, não é admissível deixar passar em branco a forma minúscula que a Hybe foi citada. A empresa foi totalmente diminuída, esquecendo todo seu histórico de crescimento ao longo dos anos. A utilização de dados de 2011 nem precisa ser considerada para entender o que queria ser dito com: “a empresa pagou $1,5 bilhão para comprar a super gerenciada Ithalca Holdings de Scooter Braun e deixou de ser uma pequena agência.”

++ Confira também: PAPO DE FÃ: Os problemas por trás do Grammy necessários a serem discutidos

E não, não é apenas agora que a Hybe se tornou uma grande empresa e os diversos dados da receita aproximada da label estão aí para comprovar este fato. Aliás, o feito não é apenas pela aquisição de uma empresa americana que a faz grande.

Por conseguinte, mais uma vez o ARMY foi desconsiderado e ainda citado como ‘táticas’, ‘manipulação’ e ‘objeto de adulação’. Então, é aí que a credibilidade vai por água abaixo, afinal desde quando vendas, cálculos, planejamento e stream em massa são formas de burlar regras?

Se a forma da contagem muda, o ARMY se adapta e leva BTS ao topo. Essa equação é simples e não necessita de um profissional altamente qualificado para provar que é simplesmente uma tática de planejamento e união. Todo esse processo vem apenas seguindo a verdadeira linha de raciocínio: o BTS tem o ARMY e vice-versa.

Portanto, que BTS incomoda o cenário musical nem é novidade, mas incomoda principalmente aqueles que não aceitam o fato de um grupo sul-coreano chegar ao topo. São pessoas que não aceitam inúmeras vitórias adquiridas com esforços diários dentre esses 8 anos em uma indústria preconceituosa e extremamente xenofóbica.

Quem precisa provar algo?

Ademais, BTS não precisa mais provar nada a ninguém porque é o que eles fizeram por muito tempo até se consolidar. Ali há talento, há sacrifícios que ninguém talvez saberá e muito menos entenderá.

Ao longo dos anos os haters, a indústria e aqueles que desmerecem o grupo por não ser um mero produto fabricado pelo cenário ocidental tiveram tempo suficiente para criticá-los.

Por isso, não é BTS que precisa comprovar a fórmula para sua conquista, pois ela é nítida, mas sim o resto provar que ainda pode deixar de ser manipulado e que a tão citada indústria deixe de ser manipuladora em suas contagens, reconhecimento e até mesmo em suas entrevistas.

Ainda há tempo, contudo é um processo quase impossível porque mudar a mente das pessoas é mais difícil do que desmerecer e parar de questionar a validade do sucesso de um fenômeno que não precisa de permissão para estar em primeiro e ser grandioso.

Veja também: BTS celebra o “fim” da pandemia com muita dança e diversidade no novo single ‘Permission To Dance’

Leticia

Vídeos

disclaimer

O PARADA POP é um site de informações, dicas e resenhas sobre o mundo da música e das celebridades. Em parceria com grandes representantes dos fandoms do mundo pop - os fãs sites - construímos um conteúdo dedicado especialmente a você, fã brasileiro. Muitas das imagens que aparecem no site são de fontes externas, o PARADA POP não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que assim seja especificado. Se caso possuir os direitos de alguma imagem e não deseja que ela apareça em nosso site, favor entre em contato e ela será prontamente removida.

Quer enviar uma cartinha ou um presentinho? Entre em contato através do email: contato@paradapop.com

Anuncie aqui!

Acesse nosso midia kit!

Seja um colaborador!

Clique aqui e saiba como!
2016 © PARADAPOP.COM • • • DIREITOS RESERVADOS
Tema por Gabriela Gomes