Música Cinema Teatro Literatura Moda Roteiros

O filme ‘Encontros’ cria uma realidade próxima a vivência fora das telas, na sociedade do desempenho, onde nada é suficiente. E em meio a isso, o tempo é marcado por uma descontinuidade que leva a uma brusca transformação nas dinâmicas sociais. Adoecemos com o cansaço, somos comprimidos a uma crise do sujeito e corroídos pelo contexto. E este é o caso dos protagonistas, Rémi (François Civil) e Mélanie (Ana Girardot) que marcados pelo tom cinzento, simples e cru da obra, tentam lidar com a fragmentação de suas existências a partir das redes sociais. Nesse sentido, o roteiro ao mesmo tempo que mostra sutilmente o é ser deprimido e ansioso, nos alivia com seu ácido humor.

Sendo assim, sabemos que os sujeitos são apagados dentro do mercado de trabalho, e isso é explorado dentro da situação de Rémi. Seus colegas foram demitidos, mas ele promovido. A culpa o corrói. E junto a isso, o luto por situações passadas o apertam. Tudo o coloca para baixo, e em um primeiro momento ele procura um escape, o Facebook. Lá, ele se conecta com outras pessoas, sente-se menos sozinho, gasta suas horas livres, mas aquilo parece só o deixar ainda mais ansioso – e realmente o deixa. Já Mélanie, lida com um diferente tipo de luto. Acostumada a viver com um antigo namorado, tenta achar uma nova maneira de viver sozinha, e acaba parando no Tinder. Os dois buscam maneiras de sentirem-se menos vazios, através de meios que reduzem os compassos de espera entre as relações.

“O ar não é tão bom mas pelo menos eu consigo respirar”.

Viver em uma grande cidade como Paris, ao mesmo tempo que é libertador, é solitário. Tudo é muito imediato e a ansiedade acha uma brecha para atacar. Nesse sentido, o longa mostra que as redes sociais não são a “solução” e que sair da cidade grande também não é, pois como é pautado pelo próprio protagonista: “O ar não é tão bom mas pelo menos da para respirar”.

A partir desse plano de fundo, acompanhamos os dois. Vizinhos que nunca se encontraram, em busca de si mesmos. O diretor, muito esperto, consegue transmitir um pouco da ansiedade ao trabalhar com cenas paralelas entre eles, atiçando nossa curiosidade e acelerando nossos corações, pois todos esperamos vidrados pelo encontro. Os vemos lado a lado, sem se enxergarem por estarem fechados em suas próprias mentes. E quando o encontro de fato, acontece, sentimo-nos vazios, curiosos, e sem rumo, pois um capitulo foi terminado e não sabemos o que acontecerá em seguida.

Com isso em mente, quando sai da sala do cinema, um ambiente aconchegante, e entrei em contato com os prédios e frio de fora, continuei pensando em tudo me sentindo um pouco fora da realidade. Não gostei de não ter um final tão concreto e cheio de possibilidades, porque essas pluralidades e esse fim, me tiraram da zona de conforto, fazendo-me realmente refletir sobre todas as relações – comigo e com os outros.

Apesar de Encontros conter os elementos básicos de comédias românticas, o romance não é o tema central.

Porém, apesar de Encontros conter os elementos básicos de comédias românticas, o romance não é o tema central. Como citado anteriormente, o grande foco são as doenças da mente e o modo que lidamos com elas. Sendo assim, é interessante observar o modo que a relação com os psicólogos são articuladas. Ir ao psicologo ainda é um grande tabu, e o longa desconstrói esse estigma ao mostrar que apesar das reações dos de fora, fazer terapia não é “coisa de loucos e frescura” mas sim essencial para todos os seres humanos.

Confira o trailer de encontros:

Vídeos

disclaimer

O PARADA POP é um site de informações, dicas e resenhas sobre o mundo da música e das celebridades. Em parceria com grandes representantes dos fandoms do mundo pop - os fãs sites - construímos um conteúdo dedicado especialmente a você, fã brasileiro. Muitas das imagens que aparecem no site são de fontes externas, o PARADA POP não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que assim seja especificado. Se caso possuir os direitos de alguma imagem e não deseja que ela apareça em nosso site, favor entre em contato e ela será prontamente removida.

Quer enviar uma cartinha ou um presentinho? Entre em contato através do email: contato@paradapop.com

Anuncie aqui!

Acesse nosso midia kit!

Seja um colaborador!

Clique aqui e saiba como!
2016 © PARADAPOP.COM • • • DIREITOS RESERVADOS
Tema por Gabriela Gomes