Música Cinema Teatro Literatura Moda Roteiros

O texto a seguir contém alguns spoilers.

Se pararmos para observar com cautela as produções que vem sendo lançadas, perceberemos que há uma certa tendência em relação a elas: a de retratar a polaridade política e social que vivemos. Nesse sentido, a nova produção de Malévola mergulha nesse fator mas afoga-se na tentativa de apresentar uma roteirização mais crítica – que (infelizmente) não consegue nem caminhar para além da herança deixada pelos antigos contos de fadas. O príncipe é sem graça, e a princesa AINDA é bem idealizada.

A trama baseia-se principalmente na disputa entre dois povos – humanos e moors. Por motivos superficialmente explicados, a Rainha Ingris (Michelle Pfeiffer) articula uma maneira brutal de acabar com a população mágica, a partir do estabelecimento de um inimigo em comum: Malévola (Angelina Jolie). E é neste ponto que o roteiro começa a pecar. Pois, Malévola encontra, exilados nas profundezas além dos limites da sociedade, outros seres semelhantes a ela. E essa nova população, ao invés de ser intensamente explorada e apresentada, tem sua existência reduzida a um show esteticamente perfeito. O roteiro e o visual, que deveriam caminhar a par, se dispersam junto com esse encontro, deixando um grande vazio no conteúdo que deveria sustentar o longa.

Apesar do filme em si não ser espetacular, vale a pena o assistir em virtude da atuação de Jolie.

Mas, rejeitando e esquecendo a inconsistência do roteiro, podemos analisar o filme a partir de seus pontos positivos. Devemos destacar a atuação de Angelina Jolie. A comodidade de sua expressão e o sarcasmo em sua oralidade nos prendem a tela deixando aquele gostinho de “quero mais”, nunca vamos nos cansar de a ver nas telinhas. Com isso, apesar do filme em si não ser espetacular, vale a pena o assistir em virtude da atuação de Jolie. Em a Dona do Mal, a vemos de uma maneira diferente, em uma nova fase, pois, nessa produção o mundo conhecido se despedaça, ou melhor, se desintegra. E das cinzas, vem a fênix com a construção de uma flamejante união. Além disso, a mensagem de amor que envolve o enredo, disfarça os empecilhos citados nos parágrafos anteriores, e portanto, para os telespectadores menos exigentes, essa produção pode ser considerada perfeita e essencial.

A produção ainda está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Confira o trailer:

Vídeos

disclaimer

O PARADA POP é um site de informações, dicas e resenhas sobre o mundo da música e das celebridades. Em parceria com grandes representantes dos fandoms do mundo pop - os fãs sites - construímos um conteúdo dedicado especialmente a você, fã brasileiro. Muitas das imagens que aparecem no site são de fontes externas, o PARADA POP não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que assim seja especificado. Se caso possuir os direitos de alguma imagem e não deseja que ela apareça em nosso site, favor entre em contato e ela será prontamente removida.

Quer enviar uma cartinha ou um presentinho? Entre em contato através do email: contato@paradapop.com

Anuncie aqui!

Acesse nosso midia kit!

Seja um colaborador!

Clique aqui e saiba como!
2016 © PARADAPOP.COM • • • DIREITOS RESERVADOS
Tema por Gabriela Gomes