Música Cinema Teatro Literatura Moda Roteiros

Hoje vamos contar a história da Mariana, carioca de 27 anos. Ela é muito fã do cantor John Mayer, e teve a chance de conhecer ele em sua última passagem pelo Brasil! Certamente ela contou tudo pra gente, confira: 

Bom, falar do John Mayer (meu mozão) é sempre um orgulho mas também meio complicado. Tenho muito o que dizer mas às vezes não consigo expressar esse amor todo.

Nunca fui de ser fã de nada nem de ninguém. Sempre gostei de música mas nunca tive um ídolo em específico e John veio para mudar isso.

Conheci suas músicas quando eu tinha uns 12/13 anos e nunca mais parei de ouvir. Eu me sentia conectada com as letras e melodias, ele parecia dizer tudo que eu sentia e precisava ouvir.

Eu ansiava pelo dia em que ele viria ao Brasil fazer show. Cada álbum lançado acendia a chama da esperança por uma tour na América do Sul. Desde 2006/2007 eu esperava por isso, mas parecia que esse sonho nunca se realizaria. Em 2013 eu estava no meu quarto assistindo tv quando uma amiga me mandou uma mensagem perguntando se eu iria no Rock in Rio, pois o John tocaria no sábado. Eu quase surtei, pois eu não sabia que ele viria. Eu nunca gostei de locais cheios, de ficar no meio da multidão, mas iria só por ele. Mas era tarde demais, não tinha mais ingresso. A solução era ver de casa, fazer o quê?!

Sendo assim confira o anúncio do cantor no Rock in Rio 2013:

John Mayer Rock in Rio 2013
Foto: Divulgação

Depois desse “mole” que eu dei, de perder um show, eu sempre ficava acompanhando o site. Já estava na aba de favoritos do meu pc. 

Quando eu fui para a faculdade, o John foi meu companheiro de viagens intermináveis no ônibus e meu ombro amigo durante as dificuldades desta vida acadêmica. Todo dia eu falava algo sobre ele para os meus amigos, mandava músicas, fotos etc. Alguns viraram fãs por minha culpa e outros queriam me “matar” por sempre falar nele.

Em 2017, eu estava no ônibus voltando para casa, depois de mais um dia cansativo na faculdade. Era um trajeto de umas 2h e nesse meio tempo eu fiquei mexendo no meu celular. Como o John tinha recém lançado um álbum e estava fazendo tour pelos EUA e Canadá, eu achei que poderia dar uma olhadinha no site dele e tentar a sorte. E foi naquele momento que o tempo parou para mim. O fato de eu ter acordado às 4h, ter enfrentado ônibus e metrô lotados, tudo isso pareceu sumir da minha mente. Meu cansaço não existia mais. 

No site dizia que ele viria ao Brasil com a tour “The search for everything”, e o Rio de Janeiro seria uma das cidades contempladas. Eu chorei. Pouco me importei se alguém estivesse me olhando. Chorei de felicidade. Essa seria minha chance de vê-lo. Finalmente. 

John Mayer no Brasil
Foto: Divulgação

Liguei para uma amiga na mesma hora, eu queria compartilhar minha alegria com ela. Comecei a chorar no telefone e ela ficou feliz por mim! A próxima coisa a ser feita seria a compra do ingresso. Quando chegou o dia, eu estava com minha mãe em casa, mas ela não sabia mexer no computador, então eu teria que tentar a sorte sozinha. Eu peguei meu computador e o do meu pai, fiquei com os 2 na minha frente.

O mais rápido me ajudaria a comprar o ingresso e o meet também (juntei todo dinheiro que eu podia. Eu queria vê-lo o mais perto possível e ainda conhecê-lo pessoalmente ).

Quando as vendas começaram, eu não consegui a pista mais perto do palco, então eu comprei a única opção que tinha disponível: cadeira nível 1 (no alto, bem longe do palco). Teria que servir. 

Então eu fui tentar o meet (só poderia comprar quem tivesse o ingresso). Eu fiz todos os procedimentos pedidos mas não conseguia efetuar. Algum problema com o cartão de crédito. Eu chorei. Não era possível que isso estivesse acontecendo. Já tinha perdido a pista e iria perder o meet.

Mas eu não desisti. Liguei para o meu pai no trabalho. Chorando, pedi que ele me ajudasse a resolver a questão do cartão. Minha mãe também saiu ligando para as amigas, perguntando se alguma delas saberia como proceder. Graças à John (uma das frases que eu costumo usar muito), meu pai conseguiu resolver e eu consegui comprar o meet. 

Depois dessa “batalha” eu voltei para o site dos ingressos e de alguma forma encontrei um ingresso para a pista premium, a mais perto do palco. Comprei e depois vendi o ingresso da cadeira para o meu primo.

Eu estava muito feliz, tinha conseguido a pista mais próxima do palco e também o meet. Iria conhecer o mozão. Eu gritei de felicidade e minha mãe me achou louca.

Dia 27 de outubro de 2017, o dia mais feliz da minha vida, chegou. A respiração estava meio difícil, o coração estava em ritmo de Carnaval. Mas eu me mantive firme. Cheguei na fila às 16h. Era a número 241. Os portões abriram às 19:30h. O quê são 3h numa fila, para quem espera 3h por um ônibus na faculdade?! Às 17:30h abriram para a separação de setores. Fui atrás da fila do Meet, que seria antes do show. Conheci a Andressa, Itana, Tássia, d. Maju, Renata e Amanda na fila. Fizemos amizade. Uma tentava acalmar a outra. 

Foto: Mariana

Fomos fazer nosso “cadastro” para o recebimento do kit e para finalmente irmos para a tão esperada fila. Helen nos dizia o quê podia e o quê não podia fazer no Meet. E ainda pediu, de modo cômico, que não desmaiássemos. 

Fomos separadas em 4 filas de 15 pessoas cada. Eu era a 5ª da primeira fila. Chegou a minha vez. Eu o vi da porta. Eu entrei. Ele perguntou meu nome. Eu disse “Ma-Mary”. Ele disse “nice to meet you!”. Eu travei. Ele colocou a mão no meu ombro para tirar a foto. Eu apenas coloquei a mão em sua cintura. Tiramos a foto. Eu consegui dizer um “thank you”. Ele sorriu. 

Confira então, a foto de Mariana com John Mayer:

John Mayer e Mariana
Foto: Mariana

Logo após, saí da sala sem acreditar que tinha conhecido JOHN MAYER. Meu ídolo. O cara que me faz sorrir sem esforço. Pelo qual meu coração bate com vontade. O cara que me deixa mais feliz que a noite de Natal deixa a Simone. O cara que é muito, mas muito, mas muito, mas muito bonito pessoalmente. E simpatia? Ah, era o sobrenome dele. Eu estava sem voz, e o show nem tinha começado. Mandei áudios loucos de felicidade para minhas amigas assim que saí do Meet. 

EU CONHECI O JOHN MOZÃO MAYER! 

A banda foi maravilhosa e o setlist incrível! Eu estava muito feliz porque eu tinha presenciado o melhor show do universo! Eu só me dei conta de que tinha um sonho, quando o realizei. Porque falar é uma coisa, sentir é outra. John esteve presente em mais da metade da minha vida e vai continuar fazendo parte de todos os momentos importantes.

A prova disso é o capelo da Mariana na formatura dela, olha que legal:

Foto: Mariana

Então, gostaram da história da Mariana com o John Mayer? E você? Tem alguma história também? Sendo assim, conta pra gente enviando um e-mail! E não esqueça de acompanhar sempre o Parada Pop para novidades e histórias como essa!

Marina

Vídeos

disclaimer

O PARADA POP é um site de informações, dicas e resenhas sobre o mundo da música e das celebridades. Em parceria com grandes representantes dos fandoms do mundo pop - os fãs sites - construímos um conteúdo dedicado especialmente a você, fã brasileiro. Muitas das imagens que aparecem no site são de fontes externas, o PARADA POP não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que assim seja especificado. Se caso possuir os direitos de alguma imagem e não deseja que ela apareça em nosso site, favor entre em contato e ela será prontamente removida.

Quer enviar uma cartinha ou um presentinho? Entre em contato através do email: contato@paradapop.com

Anuncie aqui!

Acesse nosso midia kit!

Seja um colaborador!

Clique aqui e saiba como!
2016 © PARADAPOP.COM • • • DIREITOS RESERVADOS
Tema por Gabriela Gomes